EDUCATIVO

Como forma de as crianças desvendarem o mundo da música erudita, a Orquestra Sinfônica de Piracicaba desenvolve dois projetos, com recursos da Secretaria Municipal de Educação, que contemplaram perto de 21.500 crianças desde 2015, de pelo menos 40 bairros da cidade, entre abril e novembro, exceto em julho, mês de férias escolares.

No projeto ABC do Dó Ré Mi, estudantes da rede municipal de ensino visitam o Teatro Municipal Erotídes de Campos, no Engenho Central, para um “showcerto”. A intenção é familiarizá-los aos diferentes aspectos dos instrumentos.
 
O roteiro do ABC do Dó Ré Mi costura música e teatro, em que um maestro e um ator cômico guiam a plateia pelo maravilhoso mundo dos sons, sempre ilustrado pela música. As atividades começaram em 2016, com duas apresentações mensais pré-agendadas entre as escolas. O elenco é composto por 18 instrumentistas, profissionais e estagiários, divididos em sete cordas, quatro mateiras, quatro metais, um tímpano, uma percussão e um piano. 
 
Projeto de formação, difusão e valorização cultural das crianças da rede municipal de ensino, o Música nas Escolas teve sua primeira edição no segundo semestre de 2015.
 
As aulas laboratórios são ministradas por quartetos de cordas, madeiras e metais, que visitam as escolas municipais para demonstrar, na prática, como a música erudita faz parte de suas rotinas. Os alunos ouvem músicas temas de filmes ou desenhos, além de canções célebres, e também recebem explicações didáticas sobre o funcionamento dos instrumentos.
 
A parceria entre a OSP e a Secretaria Municipal de Educação é fruto de convênio celebrado após a aprovação, pela Câmara de Vereadores, do projeto de lei 316/2015, e da promulgação da lei 8.365/2015, pelo prefeito Gabriel Ferrato.
 
A partir de 2018, teve início oficialmente o projeto Pequena Grande Orquestra, na Escola Professora Olívia Capranico, no Mario Dedini, onde 40 estudantes recebem aulas de violino, com a intenção de formar uma orquestra infantil.
 
Além disso, outro trabalho didático e de formação de plateia é a Palestra O Meu Concerto de Hoje. Em 2015, ela esteve aos cuidados de Jorge Coli, professor de história da arte na Unicamp, onde dirige o Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Nas temporadas 2016, 2017 e 2018, as palestra são promovidas às 17h30, antes do ensaio geral aberto, e feitas pelo próprio regente que conduz o concerto. Desta maneira, a OSP aproxima a figura do maestro dos presentes, que podem, inclusive, fazer perguntas.
 
Teaser Projeto ABC do Dó Ré Mi

 
 
Reportagem sobre o projeto Música nas Escolas