Sinfônica de Piracicaba apresenta trilhas sonoras do cinema no Festival de Campos do Jordão

Sinfônica de Piracicaba apresenta trilhas sonoras do cinema no Festival de Campos do Jordão

A OSP (Orquestra Sinfônica de Piracicaba) participa do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, que completa 50 anos em 2019. A apresentação do conjunto ocorre no último domingo de julho, dia 28, data do encerramento do principal evento de música erudita da América Latina. Intitulado "A Orquestra no Cinema", o concerto acontece na Praça do Capivari, às 13h30, e reúne músicas-tema da sétima arte, conhecidas do grande público.

Esta é a quarta vez que a OSP compõe a programação do evento, cuja 50ª edição começou em 29 de junho, com 130 atrações entre a capital paulista e a Serra da Mantiqueira. "Alguns dos principais nomes do universo erudito estão presentes em Campos do Jordão nesse período, o que coloca o festival como uma vitrine internacional, especialmente para nós, que temos a chance de demonstrar a qualidade do trabalho produzido em Piracicaba", diz o maestro Jamil Maluf, diretor artístico e regente titular da OSP.

A escolha do tema "A Orquestra no Cinema" surgiu após o maestro ter o convite formalizado pelo violonista Fabio Zanon, um dos principais concertistas da atualidade, coordenador artístico-pedagógico do festival desde 2013. "O Zanon me explicou que a 50ª edição concentrou as ações em dois eixos: Clássico e Popular-Sinfônico. Assim, decidimos novamente levar à Praça do Capivari uma apresentação para cativar o público, algo que já fizemos nas participações anteriores", completa Jamil Maluf.

Quatro peças estão no programa: do filme "2001 – Uma Odisseia no Espaço", de Stanley Kubrick, a OSP apresenta "No Belo Danúbio Azul", de Johann Strauss Jr.; do longa-metragem "Morte em Veneza", do cineasta Luchino Visconti, há o adagietto da "5a. Sinfonia", de Gustav Mahler; do filme "Laranja Mecânica", de Stanley Kubrick, a abertura da ópera "La Gazza Ladra", de Gioachino Rossini. Para o encerramento, a OSP interpreta a Suíte Sinfônica de Guerra nas Estrelas, composta por John Williams para o filme "Star Wars", de George Lucas.

As obras escolhidas para o repertório também serão apresentadas em Piracicaba no sábado, 27 de julho, no Teatro Municipal Dr. Losso Netto, em sessões às 15h30 e às 18h, com distribuição de ingressos gratuitos pelo site www.megabilheteria.com a partir das 9h do dia 24 e retirada de ¼ da capacidade uma hora antes de cada sessão, presencialmente, na própria bilheteria da Casa de Espetáculos.

Para a regência do espetáculo, Jamil Maluf convidou William Coelho, maestro paulistano de 36 anos que é regente titular do Conjunto de Música Antiga da USP (Universidade de São Paulo) e do Madrigal Anhum, além de maestro preparador do Coro da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo). Ele é professor de Canto Coral no Instituto de Artes da Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho), de Regência Coral na pós-graduação da Faculdade Paulista de Artes e Regência Orquestral na Academia de Regência da Osesp.

A secretária da Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese, avalia que o convite para o retorno da OSP ao Festival de Inverno é uma demonstração de que Piracicaba se mantém como referência nas políticas públicas para a cultura. "É importante destacar que a música produzida em Piracicaba tem circulado por outras cidades.  Com a reestruturação da OSP, além de suprir a população da cidade com uma programação de qualidade, a Orquestra se encarrega de levar culturalmente o nome do município a outros locais", diz.

Em 2016, quando se apresentou pela primeira vez em Campos do Jordão, a OSP teve como solista o bandolinista Fábio Peron, com quatro músicas de autoria do jovem instrumentista, além de Danças Sinfônicas, de Grieg. Em 2017, no retorno da orquestra ao festival, foram executadas peças de Bizet (suítes 1 e 2 da ópera Carmen), Humperdinck (Abertura da ópera João e Maria) e Smetana (O Moldávia). No ano passado, a OSP levou obras de Mozart e Dvořák, com o tenor Jean William como solista.

A Temporada 2019 da OSP é realizada pela Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo) e Secretaria de Educação. O patrocínio é da Caterpillar, Comgás, Hyundai e Oji Papéis Especiais, e o copatrocínio do Grupo Pizzinatto, via Lei de Incentivo à Cultura, do Governo Federal, e ProAC (Programa de Ação Cultural), do Governo do Estado de São Paulo, com o apoio da Candura. Além disso, são parceiros Empem, Oscip Pira 21, Cultura Artística, Rádio Educativa FM, AdesSign, Maison Vivenda Buffet, Revista Arraso e Jornal de Piracicaba.