Sinfônica de Piracicaba recebe expoente do bandolim

Sinfônica de Piracicaba recebe expoente do bandolim
No sábado, 11, véspera do Dia dos Namorados, a Orquestra Sinfônica de Piracicaba (OSP) faz o encontro entre o bandolim e a música sinfônica, no Teatro Erotídes de Campos, no Engenho Central. O convidado do maestro Jamil Maluf é Fábio Peron, instrumentista de 25 anos que apresenta quatro obras de sua autoria e é um dos expoentes da nova geração de instrumentistas. As Danças Sinfônicas, de Grieg, também estão no repertório. As apresentações acontecem às 16h30 e às 20h30, em prol do Lar dos Velhinhos, com a troca de ingressos por um litro de leite integral.
 
A inclusão do bandolim no concerto tem como objetivo demonstrar que o instrumento de cordas dedilhadas, associado ao choro ou ao samba, pode acompanhar uma orquestra. “É uma ótima oportunidade de o público piracicabano conhecer esse ágil e expressivo instrumento, usado por Mozart e Verdi em suas óperas. Beethoven também escreveu sonatas para ele. Aqui, no Brasil, é um dos principais instrumentos da música popular brasileira, principalmente através de virtuoses como Jacob do Bandolim”, explica Jamil Maluf, diretor artístico e regente titular da OSP. 
 
Ao misturar técnica com sentimento, Fábio Peron traz um novo conceito ao virtuosismo, em que ritmo, harmonia e melodia trabalham em função da emoção. As obras que compõem o concerto são Das Antigas, Vida Linda, Coração nos Dedos e De Fraque no Frevo, com arranjos de Lea Freire. Elas integram o CD “Fábio Peron e a Confraria do Som”, lançado com sete dos maiores instrumentistas brasileiros da atualidade. Peron já se apresentou ao lado de Paulo Vanzolini, André Mehmari, Arismar do Espírito Santo e do violonista piracicabano Alessandro Penezzi.
 
Foto Stela Handa
Peron começou a tocar aos 5 anos de idade e dedica-se à composição, pesquisa e arranjo de vários períodos e estilos, tendo como instrumento principal o bandolim de 10 cordas, mas também tem fluência em outros instrumentos como o violão de 6 e 7 cordas e o cavaquinho. Ele formou-se na Faculdade Santa Marcelina e fez pós-graduação na Faccamp. “Apesar de ser amigo de infância de sua mãe, Vera Helena Cury que, como eu, nasceu e foi criada em Piracicaba, eu não conhecia o Fábio. Recebi o seu CD no começo do ano, fiquei impressionado com a técnica e musicalidade”, diz Jamil Maluf.
 
A OSP abre o programa com Danças Sinfônicas, do norueguês Edvard Grieg, um dos mais célebres compositores do período romântico. “Grieg é um dos nomes mais importantes da música sinfônica. Ele escreveu obras como o célebre Concerto para Piano, ou a música para a peça Peer Gynt, que virou duas suítes, hoje peças que toda grande orquestra tem em seu repertório. Essas Danças Sinfônicas são o melhor exemplo da influência do nacionalismo norueguês em sua obra, compostas a partir de uma coletânea de canções populares de seu país”, contextualiza Maluf.
 
A Orquestra Sinfônica de Piracicaba levará o mesmo programa -- de caráter mais popular e descontraído -- para o 47º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, a convite do coordenador artístico e pedagógico Fabio Zanon. O concerto ao ar livre da OSP acontece em 9 de julho, às 16h30, na Praça do Capivari. “A apresentação em Campos do Jordão funciona como uma vitrine para os músicos da OSP, demonstrando que o trabalho de reestruturação está no caminho certo e tem ecoado por todo o país”, avalia Jamil Maluf.
 
Os recursos para a Temporada 2016 são provenientes da Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural. As empresas Caterpillar Brasil e Raízen são patrocinadoras, via Lei de Incentivo à Cultura. A Sinfônica tem como apoiadores culturais a Empem (Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle), Rádio Educativa FM, Maison Vivenda Buffer, Cultura Artística, Jornal de Piracicaba e Revista Arraso.
 
SERVIÇO – Concerto da Orquestra Sinfônica de Piracicaba, no Teatro Municipal Erotídes de Campos (avenida Maurice Allain, 454, Engenho Central). Sábado, 11 de junho, às 16h30 (palestra seguida do ensaio aberto ao público) e às 20h30 (concerto). Duração: 60 minutos. Entrada: 1 litro de leite integral, em prol do Lar dos Velhinhos. Informações: (19) 3413-5212 e www.fb.com/sinfonicapiracicaba
 
Rodrigo Alves
Orquestra Sinfônica de Piracicaba
Assessoria de Comunicação
(19) 99147-5733