Sinfônica de Piracicaba abre 7º Feimep no domingo

Sinfônica de Piracicaba abre 7º Feimep no domingo
A OSP (Orquestra Sinfônica de Piracicaba) abre no próximo domingo, 17, a programação artística do 7º Feimep (Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba). Às 17h, no Teatro Municipal Erotídes de Campos, o maestro Jamil Maluf conduz o conjunto com a presença do violinista Rosnei Tuon, piracicabano radicado na Suíça. A apresentação é gratuita e os ingressos começam a ser distribuídos uma hora antes.
 
O Concerto para Violino e Orquestra nº 3, em Si Menor, abre o programa. Trata-se de uma peça de 1880, da era romântica, composta pelo francês Camille Saint-Saëns, repleta de efeitos virtuosísticos e lirismo melódico. Na segunda parte a OSP executa a Sinfonia nº 2, do compositor russo Alexander Borodin, composta entre 1869 e 1877. “São duas obras de peso, substanciosas, em que iremos demonstrar o quanto a OSP amadureceu em tão pouco tempo”, diz Jamil Maluf.
 
Para o maestro, a participação de Tuon no concerto da OSP reafirma a qualidade de Piracicaba no cenário da música erudita. “Ele conquistou, por força do talento e da perseverança, uma posição especial importante no panorama das orquestras internacionais. É um instrumentista em contato com grandes maestros e solistas, o que contribuiu de forma significativa para a sua experiência”, avalia Jamil Maluf, que defende a divulgação dos piracicabanos que tornaram-se virtuoses no país e no exterior.
 
Violinista Rosnei Tuon
Tuon começou seus estudos na Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle (Empem), sob orientação de Elisa Fukuda. Ele seguiu para a Suíça em 1991 e desde 2000 é violinista concertino na Orquestra de la Suisse Romande, em Genebra. Como solista, atuou com várias orquestras no Brasil e exterior, entre elas Orquestra Nacional Brasileira, Experimental de Repertório, Osesp, Osusp, Les Solistes de Genebra, Ensemble Romand e Sinfônica de San Luiz, na Argentina.
 
Esta é a quarta apresentação de Jamil Maluf nas sete edições do Feimep, uma com a Orquestra Experimental de Repertório, e outras duas com a OSP, sendo no ano passado como diretor artístico e regente titular, e em 2014 como maestro convidado da OSP. A exemplo de 2015, o maestro é o responsável pelo 2º Encontro de Jovens Regentes e conduz os jovens instrumentistas na Orquestra Acadêmica do Festival, no encerramento da programação, no sábado, 23, no Teatro do Engenho, às 20h.
 
Recém-chegado de Campos do Jordão, onde conduziu a OSP num concerto ao ar livre no 47º Festival Internacional de Inverno, Jamil Maluf acredita que Piracicaba vive um momento especial na valorização da cultura. “A cidade sempre foi conhecida pela tradição na música erudita e acredito que tanto a OSP, quanto o Feimep, têm suprido essa demanda de público. Esperamos que haja, além dos órgãos públicos, a percepção e o apoio da iniciativa privada, para que possamos colocar Piracicaba como um importante centro de disseminação da cultura no Brasil.”
 
A Temporada 2016 é realizada com recursos da Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural. As empresas Caterpillar Brasil e Raízen são patrocinadoras, via Lei de Incentivo à Cultura. São apoiadores culturais: Bom Peixe, Empem, Rádio Educativa FM, Maison Vivenda Buffet, Cultura Artística, Jornal de Piracicaba e Revista Arraso.
 
Excepcionalmente em julho, a OSP não terá o ensaio geral aberto, assim como a palestra O Meu Concerto de Hoje.
 
SERVIÇO – Concerto de abertura do 7º Feimep, com a Orquestra Sinfônica de Piracicaba, no Teatro Erotídes de Campos (avenida Maurice Allain, 454, Engenho Central). Domingo, 17 de julho, às 17h. Ingressos gratuitos, com distribuição uma hora antes da apresentação. Duração: 60 minutos. Informações: (19) 3413-5212 e www.fb.com/sinfonicapiracicaba
 
Rodrigo Alves
Orquestra Sinfônica de Piracicaba
Assessoria de Comunicação
(19) 99147-5733